03 de agosto de 2017

Serviço a Deus

Lucas 10.25-37

Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando- -se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando- -lhes óleo e vinho. (v. 33-34)
Aprenda bem o que significa amar a Deus. Este samaritano ama a Deus. Não que tivesse dado alguma coisa a Deus, mas porque ajuda aquele pobre homem da melhor maneira possível. Porque Deus diz assim: “Se você quer me amar e servir, ame e sirva a seu próximo, que tem necessidade disso; eu não preciso de nada”. Por isso, esse samaritano, aqui, com seu dinheiro, animal, óleo e vinho, está servindo ao próprio Senhor Deus que está nos céus. Não que nosso Senhor, pessoalmente, precisasse disso, ou que ele o esteja fazendo a nosso Senhor diretamente. Não. O samaritano ajuda a seu próximo. Mas trata-se de algo feito a Deus e é serviço a Deus, uma vez que Deus ordenou e mandou que assim fosse. Por isso trate de aprender e a viver segundo o exemplo desse samaritano que dá acolhida ao homem necessitado, ajuda e cuida assim como gostaria de ser tratado e cuidado pelos outros em circunstâncias semelhantes. Por tal motivo é elogiado, pois ama a Deus e a seu próximo. Repito que você precisa aprender isso para colocá-lo em prática. Pois esse é o fruto que se espera daqueles que têm a Palavra de Deus. E quem não produz esse fruto, é cristão falso, a exemplo do sacerdote e levita de nossa história, que são santos de pau, sim, santos diabólicos. Pois quem passa longe de seu próximo necessitado também passa longe de Deus. Assim sendo, esse Evangelho nos ensina uma bela, apropriada e necessária lição de como devemos viver, caso desejarmos estar entre aqueles que realmente são amados por Deus, a saber, que amemos o nosso próximo necessitado e lhe façamos todo o bem. Deus levará isso em conta como se fosse feito diretamente a ele. M. Lutero