18 de outubro de 2017

Educar jovens na fé cristã

Efésios 6.10-12

A nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal… (v. 12)
Não admira que o diabo tome esta atitude a esse respeito, convencendo os carnais corações mundanos a negligenciarem os filhos e a juventude. Quem lho tomará por mal? Ele é príncipe e deus do mundo. Como poderia admitir ou até estimular que se eduque a juventude corretamente? Ora, seria louco se admitisse e ajudasse a instituir algo em seu reino que, muito breve, o levaria à ruína! Por isso agiu com muita inteligência na época em que os cristãos educavam seus filhos cristãmente e os enviavam às escolas. A multidão de jovens estava escapando de seu domínio e se dispunha a instituir em seu reino algo insuportável. Agora, porém, ao ver que as armadilhas são desarmadas pela Palavra de Deus, toma o outro partido e quer que não se estude mais nada. Mais uma vez age correta e sabiamente para preservar seu reino e que, em todos os casos, a juventude permaneça sob seu poder. Tendo-a sob seu domínio, ela cresce sob sua tutela e continua sendo sua. Assim mantém o mundo tranquilamente sob seu domínio. Pois se quisermos causar-lhe algum prejuízo que ele sinta de fato, isso deve ser feito pela juventude que cresce no conhecimento de Deus e que divulga a Palavra de Deus e a ensina a outros. Por isso vos imploro a todos, por amor de Deus e da pobre juventude, que não considereis esta causa de menor importância, como o fazem muitos que não enxergam a intenção do príncipe do mundo. Pois se trata de uma causa séria e importante, da qual muito depende para Cristo e para o mundo, que ajudemos e aconselhemos a juventude. E tende consciência de que este ataque silencioso, secreto e traiçoeiro do diabo pode ser combatido somente com profunda seriedade cristã M. Lutero