06 de março de 2018

Vem, Santo Espírito, Senhor Deus

O hino deve ter surgido na época de Pentecostes de 1524, sendo contemporâneo do hino "Agora pedimos ao Espírito Santo". As concepções expostas nos dois hinos são bastante similares. No entanto, o presente hino é mais alegre. É hino de louvor. A comparação dos dois hinos é importante. Enquanto o anterior fala de preocupações, este dá sinais de gratidão por causa do progresso da causa. Mais uma vez, Lutero toma estrofe medieval, do século XV, tradução da Antiphona in vigilia pentecostes: Veni sancte spiritus (Antífona na vigília de Pentecostes: Vem Espírito Santo). Lutero retrabalha a estrofe medieval e acrescenta-lhe outras duas.

 

1- Espírito, vem, Senhor Deus, aos corações dos crentes teus,
de tua graça os bens vem dar, ensina-os com ardor amar.
Por tua clara luz, Senhor, na fé reuniste com amor
um povo de todas línguas, por isso a ti, Deus, todas honras.
Aleluia, aleluia.

2- Tu Santa Luz, vem raiar com a palavra, e ensinar a nosso Deus bem conhecer e, como Pai, só nele crer;
que não nos venham ensinar a um outro mestre procurar
senão a Cristo, o Salvador, confiando nele com todo o fervor.
Aleluia, aleluia.

3- Sagrado Fogo de amor, ajuda-nos, Consolador, a alegres sempre te servir, nas aflições bem resistir.

Prepara-nos por teu poder e a carne vem fortalecer, e, lutando firmes aqui, nos seja dada a vida junto a ti.
Aleluia, aleluia.