01 de julho de 2007

Por que diriam as nações: onde está o Deus deles?

Salmo 115

De fato, tu és um Deus oculto, tu, Deus de Israel, o Salvador. Pois ele esconde sua onipotência, sabedoria, força e poder, e se comporta de modo tão infantil como se fosse capaz de nada, nada soubesse, nada entendesse ou nada quisesse fazer. Nesse momento, permite que seus adversários façam o que querem com sua palavra, dos sacramentos e dos cristãos. Deixa-nos gritar e clamar, e silencia, calado, com estivesse escrevendo poesias, estivesse ocupado, trabalhando no campo, ou como se dormisse e não escutasse como, o profeta Elias dizia a respeito de Baal. Chegará, porém, o dia em que mostrará sua onipotência e poder, como se lê no Salmo 78.66s. Nesse meio tempo, os cristãos batizados em seu nome devem ter calma, têm que suportar que sejam pisados com os pés, e permanecer pacientes. Pois no reino da fé, Deus quer ser pequenino; no reino do ver, porém, não será pequenino, mas grande. Então revelará que viu a miséria de seu povo e ouviu o seu clamor, e que está disposto a ajudá-lo, e que tem poder suficiente para isso. Por enquanto, esconde sua boa vontade, poder e força; naquele dia, porém, os revelará.