01 de agosto de 2007

Libertação da luta e do sofrimento

Salmo 111

Aqueles que creram em mim, diz Cristo, que sofreram por minha causa e morreram na fé em mim não têm nada a temer. Que se apavorem aqueles que não creram. Vocês, porém, não devem ter medo, pois é assim mesmo que tem de ser. Se o mundo está destinado a se despedaçar, precisa, primeiramente, estalar, pois, do contrário, uma estrutura enorme dessa não pode desmoronar. É preciso que tudo se torça e retorça. Assim como uma pessoa doente que, ao defrontar-se com a morte, se contorce e retorce, revolve os olhos, retorce a boa, empalidece e se desfigura. O mesmo se dará com o mundo. Por isso digo a vocês: não se apavorem, mas levantem suas cabeças como pessoas que se alegram em ver tudo isso, pois a salvação de vocês está próxima. O Senhor está falando com os membros do seu povo, pois também esses ficarão atemorizados quando o sol e a luz esbugalharem os olhos e o céu se encher de fogo. Pois, os santos não são tão fortes assim. São Pedro e São Paulo, certamente, também ficariam com medo se estivessem vivos. Mas não se preocupem, diz o Senhor. Com certeza, será uma cena horrível e horripilante. Mas não para vocês, e sim, para o diabo e os descrentes. Para vocês terá vindo a salvação e a feliz redenção pela qual tanto ansiaram e oraram: que meu reino viesse a vocês, limpando-os completamente de todos os pecados e livrando-os de todo mal. Aquilo que por tanto tempo foi objeto de suas orações, naquele dia se tornará realidade.