CIL - Comissão Interluterana de Literatura  
   português  english
Menu
Página Inicial
Quem somos
Obras de Lutero
Obras Selecionadas
Chave Multilíngue
A vida de Lutero
Castelo Forte
Confissão de Augsburgo
Convênio de Cooperação
Conferência Nacional Interluterana
Literatura sobre Lutero
Hinos de Lutero
Igrejas Luteranas
Medite com o Castelo Forte
Meditações de Lutero
Um homem do Milênio
Informativos
O Abraço de Deus
Dicas de Redação
Contate-nos
Procure por mensagens
 
 
Castelo Forte
 

Mensagens do Castelo Forte
- Presente o ano todo -

 

17/07/2008

O abrigo
Marcos 4.30-34

 

Mas, depois de semeada, cresce muito até ficar a maior de todas as plantas. E seus ramos são tão grandes, que os passarinhos fazem ninhos entre as suas folhas (v. 32).

Passarinhos são importantes na nossa família. Meu marido prepara casinhas para abrigá-los, alimenta-os no inverno, e costuma “conversar” com eles através de apitos diversos.

Na parábola da semente de mostarda, os passarinhos fazem seus ninhos numa planta, que iniciou de forma quase invisível. Lutero disse que assim é o Reino de Deus: invisível, nós não o enxergamos; no entanto, cresce por si mesmo, sem a nossa prece, sem os nossos esforços.

Um dos aspectos que chama atenção na parábola é que a planta que cresce, a partir de uma pequena semente, torna-se abrigo para os pássaros: “E seus ramos são tão grandes, que os passarinhos fazem ninhos entre as suas folhas”.

Em Ezequiel 17.23 está escrito: “... pássaros de todos os tipos viverão ali e acharão abrigo na sua sombra”.

O Reino de Deus cresce de forma abundante, para que as pessoas de todas as nações encontrem abrigo nele. A mensagem pode ser interpretada como uma história evangelizadora, missionária, que deixa claro que o Reino de Deus abriga a todos.

Muitas vezes, podemos ficar em dúvida, questionando-nos, pensando que, talvez, não façamos parte do Reino de Deus. Jesus, porém, deixa claro que, pela fé nele, todos fazemos parte do ninho. Pela salvação em Jesus Cristo, nós, pássaros de todos os tipos, somos abrigados nos grandes ramos da árvore, o Reino de Deus.

 

 

 

Jesus querido, obrigado por me acolheres, com todas as minhas “plumas e penas esquisitas e imperfeitas”. Venha o teu Reino. Amém.


encaminhe encaminhe | imprima imprima


Leia as meditações anteriores através do nosso histórico:

 

  Mensagem do dia 25/12/2008
  Mensagem do dia 18/12/2008
  Mensagem do dia 11/12/2008
  Mensagem do dia 04/12/2008
  Mensagem do dia 24/11/2008
  Mensagem do dia 17/11/2008
  Mensagem do dia 10/11/2008
  Mensagem do dia 27/10/2008
  Mensagem do dia 20/10/2008
  Mensagem do dia 13/10/2008
  Mensagem do dia 06/10/2008
  Mensagem do dia 25/09/2008
  Mensagem do dia 18/09/2008
  Mensagem do dia 11/09/2008
  Mensagem do dia 04/09/2008
  Mensagem do dia 25/08/2008
  Mensagem do dia 18/08/2008
  Mensagem do dia 11/08/2008
  Mensagem do dia 04/08/2008
  Mensagem do dia 25/07/2008
  Mensagem do dia 17/07/2008
  Mensagem do dia 09/07/2008
  Mensagem do dia 01/07/2008
  Mensagem do dia 25/06/2008
  Mensagem do dia 18/06/2008
  Mensagem do dia 11/06/2008
  Mensagem do dia 02/06/2008
  Mensagem do dia 24/05/2008
  Mensagem do dia 17/05/2008
  Mensagem do dia 09/05/2008
  Mensagem do dia 24/04/2008
  Mensagem do dia 17/04/2008
  Mensagem do dia 10/04/2008
  Mensagem do dia 03/04/2008
  Mensagem do dia 27/03/2008
  Mensagem do dia 20/03/2008
  Mensagem do dia 13/03/2008
  Mensagem do dia 06/03/2008
  Mensagem do dia 23/02/2008
  Mensagem do dia 16/02/2008
  Mensagem do dia 08/02/2008
  Mensagem do dia 01/02/2008
  Mensagem do dia 25/01/2008
  Mensagem do dia 18/01/2008
  Mensagem do dia 11/01/2008
  Mensagem do dia 04/01/2008
   
  Mensagens de 2017
  Mensagens de 2016
  Mensagens de 2015
  Mensagens de 2014
  Mensagens de 2013
  Mensagens de 2012
  Mensagens de 2011
  Mensagens de 2010
  Mensagens de 2009
  Mensagens de 2007
  Mensagens de 2006
  Mensagens de 2005
  Mensagens de 2004
  Mensagens de 2003
  Mensagens de 2002
Editoras

Editora Sinodal
Rua Amadeo Rossi, 467
CEP: 93.030-220
São Lopoldo - RS
Fone/Fax: (51) 3037-2366
www.editorasinodal.com.br
editora@editorasinodal.com.br
Editora Concórdia

Avenida Pátria, 466
CEP: 90.230-070
Porto Alegre – RS
Fone/fax: (51) 3272-3456

www.editoraconcordia.com.br
editora@editoraconcordia.com.br
Atenção!
Envie sua opinião e sugestões sobre o site da CIL para:

cil@lutero.com.br
Deseja adquirir algum produto de nossas editoras?
Confira a lista de distribuidores:
Editora Sinodal
Editora Concórdia
 
Caixa Postal: 11 - CEP: 93001-970 - São Leopoldo - RS - Brasil - Fone: (51) 3037-2366   
Desenvolvimento PW Agency