CIL - Comissão Interluterana de Literatura  
   português  english
Menu
Página Inicial
Quem somos
Obras de Lutero
Obras Selecionadas
Chave Multilíngue
A vida de Lutero
Castelo Forte
Confissão de Augsburgo
Convênio de Cooperação
Conferência Nacional Interluterana
Literatura sobre Lutero
Hinos de Lutero
Igrejas Luteranas
Medite com o Castelo Forte
Meditações de Lutero
Um homem do Milênio
Informativos
O Abraço de Deus
Dicas de Redação
Contate-nos
Procure por mensagens
 
 
Castelo Forte
 

Mensagens do Castelo Forte
- Presente o ano todo -

 

25/09/2008

Perdão - A primavera de Deus
Jeremias 31.18-20,31-37

 

... eu perdoarei os seus pecados e nunca mais me lembrarei das suas maldades (v. 34c).
É primavera. Forças externas produzem reações em pequenas plantas e árvores. A vida desabrocha. Em ramos, com cara de morte, surgem brotos. Logo, os frutos aparecerão.
O povo de Israel vivia seu inverno. Achava que, por cumprir as diretrizes ditadas por Deus, ele era obrigado a fazer o que o povo exigia. Pensava que podia ter Deus no cabresto. Por tal atitude, recebeu seu castigo. Parecia-se, agora, a um ramo com cara de morte.
Ainda assim, Deus diz ser este povo o seu filho querido. O mais amado. Promete-lhe misericórdia. E, tal qual as forças da primavera, o Senhor provocará reações no interior deste povo. As mentes e os corações – o mais central da existência humana – reagirão ao poder de Deus. E este poder tem um nome específico: perdão dos pecados. É resultado do amor incondicional do Pai pelo pecador, pelo filho perdido. É o broto novo, que produzirá o fruto da obediência à vontade de Deus.
Também o broto novo tem um nome: Jesus Cristo. Ele vivenciou o amor de Deus pelos pecadores em sua plenitude. Nos troncos mortos da cruz, seu sangue despertou o brotinho da nova vida, provocou o raiar da nova criação de Deus. Desde então, o mundo já experimenta o novo da primavera. Desde então, o mundo já é outro: os brotos do perdão, despertados por Cristo nos filhos rebeldes do Pai, enchem-no com o aroma de misericórdia e de amor. Neste mundo caído, a primavera de Deus já é prenúncio de um novo céu e uma nova terra.

 

 

 

Bondoso Deus, obrigado pelo teu perdão. Que o teu ar primaveril inunde todos os dias que nos concedes por tua graça e teu amor. Amém.


encaminhe encaminhe | imprima imprima


Leia as meditações anteriores através do nosso histórico:

 

  Mensagem do dia 25/12/2008
  Mensagem do dia 18/12/2008
  Mensagem do dia 11/12/2008
  Mensagem do dia 04/12/2008
  Mensagem do dia 24/11/2008
  Mensagem do dia 17/11/2008
  Mensagem do dia 10/11/2008
  Mensagem do dia 27/10/2008
  Mensagem do dia 20/10/2008
  Mensagem do dia 13/10/2008
  Mensagem do dia 06/10/2008
  Mensagem do dia 25/09/2008
  Mensagem do dia 18/09/2008
  Mensagem do dia 11/09/2008
  Mensagem do dia 04/09/2008
  Mensagem do dia 25/08/2008
  Mensagem do dia 18/08/2008
  Mensagem do dia 11/08/2008
  Mensagem do dia 04/08/2008
  Mensagem do dia 25/07/2008
  Mensagem do dia 17/07/2008
  Mensagem do dia 09/07/2008
  Mensagem do dia 01/07/2008
  Mensagem do dia 25/06/2008
  Mensagem do dia 18/06/2008
  Mensagem do dia 11/06/2008
  Mensagem do dia 02/06/2008
  Mensagem do dia 24/05/2008
  Mensagem do dia 17/05/2008
  Mensagem do dia 09/05/2008
  Mensagem do dia 24/04/2008
  Mensagem do dia 17/04/2008
  Mensagem do dia 10/04/2008
  Mensagem do dia 03/04/2008
  Mensagem do dia 27/03/2008
  Mensagem do dia 20/03/2008
  Mensagem do dia 13/03/2008
  Mensagem do dia 06/03/2008
  Mensagem do dia 23/02/2008
  Mensagem do dia 16/02/2008
  Mensagem do dia 08/02/2008
  Mensagem do dia 01/02/2008
  Mensagem do dia 25/01/2008
  Mensagem do dia 18/01/2008
  Mensagem do dia 11/01/2008
  Mensagem do dia 04/01/2008
   
  Mensagens de 2017
  Mensagens de 2016
  Mensagens de 2015
  Mensagens de 2014
  Mensagens de 2013
  Mensagens de 2012
  Mensagens de 2011
  Mensagens de 2010
  Mensagens de 2009
  Mensagens de 2007
  Mensagens de 2006
  Mensagens de 2005
  Mensagens de 2004
  Mensagens de 2003
  Mensagens de 2002
Editoras

Editora Sinodal
Rua Amadeo Rossi, 467
CEP: 93.030-220
São Lopoldo - RS
Fone/Fax: (51) 3037-2366
www.editorasinodal.com.br
editora@editorasinodal.com.br
Editora Concórdia

Avenida Pátria, 466
CEP: 90.230-070
Porto Alegre – RS
Fone/fax: (51) 3272-3456

www.editoraconcordia.com.br
editora@editoraconcordia.com.br
Atenção!
Envie sua opinião e sugestões sobre o site da CIL para:

cil@lutero.com.br
Deseja adquirir algum produto de nossas editoras?
Confira a lista de distribuidores:
Editora Sinodal
Editora Concórdia
 
Caixa Postal: 11 - CEP: 93001-970 - São Leopoldo - RS - Brasil - Fone: (51) 3037-2366   
Desenvolvimento PW Agency