01 de julho de 2007

Ditoso o homem que se compadece e empresta

Salmo 112

Um pecado cometido contra Deus é maior que os pecados do mundo inteiro cometidos contra uma pessoa. Se, porém, não quero confessar meu pecado diante de Deus, se não considero pecado o que é pecado, mas o defendo como sendo boa obra, como fazem os fariseus (Lucas 18), nesse caso, não há esperança de receber perdão de Deus. Assim também acontece com o próximo, quando não quer reconhecer seu pecado, mas ainda o defende e considera boa obra, como fazem agora as quadrilhas (que andam por aí): não se lhes pode perdoar. Tem que se deixá-los, depois de advertidos de seu erro uma ou duas vezes. Porém, aos que reconhecem seu pecado, deve-se mostrar misericórdia, ter compaixão no íntimo do coração, mas também exteriormente.